Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

neri-site
No comando: PROGRAMA MANHÃ 87 – LOCUTOR NERI NETO

Das 07:00 as 10:00

site-andrey
No comando: PROGRAMA CONEXÃO 87 – LOCUTOR ANDREY SALLES

Das 10:00 as 12:00

a-hora-do-forro-site-joao-bahiano
No comando: A HORA DO FORRÓ – LOCUTOR JOÃO BAHIANO

Das 12:00 as 13:00

jornal
No comando: JORNAL 87 FM NOTÍCIAS

Das 12:30 as 14:00

carvalho-de-justica-site
No comando: PROGRAMA CARVALHO DE JUSTIÇA – PASTOR JOSÉ ROBERTO

Das 13:00 as 15:00

val-silva-show-site
No comando: PROGRAMA VAL SILVA SHOW

Das 17:00 as 19:00

Adesão ao Pix surpreendeu positivamente Banco Central, diz Campos Neto

Compartilhe:
Pix é o pagamento instantâneo brasileiro. O meio de pagamento criado pelo Banco Central (BC) em que os recursos são transferidos entre contas em poucos segundos, a qualquer hora ou dia. É prático, rápido e seguro.

Em quase um mês de funcionamento pleno, o Pix, novo sistema de pagamentos do Banco Central (BC), atingiu a marca de 106 milhões de chaves cadastradas. A informação é do presidente do BC, Roberto Campos Neto, que participou hoje (10) de evento virtual.

Segundo ele, a adesão à ferramenta, que permite transferências sem custos a pessoas físicas em até dez segundos, surpreendeu “positivamente” a autoridade monetária.

“O número de operações diárias hoje, eu, honestamente, que era mais otimista, achava que ia levar alguns meses. Talvez mais de um ano. Mas a gente atingiu em algumas semanas”, declarou Campos Neto, ao receber premiação em cerimônia virtual do Prêmio Destaque 2020 do Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (Ibef).

As 106 milhões de chaves, explicou Campos Neto, equivalem a 44 milhões de pessoas e 3 milhões de empresas. Cada pessoa física pode cadastrar até cinco chaves Pix por instituição financeira. Para pessoas jurídicas, o limite aumenta para 20.

Segundo Campos Neto, o Pix continua atraindo o interesse da população, com cerca de 1 milhão de chaves cadastradas diariamente. “Isso mostra que as pessoas ainda estão engajadas”, comentou.

Edição: Kelly Oliveira Agência Brasil

Deixe seu comentário: